29 de julho de 2013

A mulher moderna e a maternidade.


Enzo com 2 aninhos.
       
            Boa tarde, Rosas!
            Hoje já estou melhor da gripe. Não sinto mais febre e nem dor no corpo...
            Vamos ao post? Eu fiz uma matéria que se chama "Os Prazeres da Maternidade" (se você ainda não viu clique aqui). Hoje darei continuidade a essa série!

Enzo quando nasceu!
          Lembrando que o texto é de uma revista e eu quis compartilhar com vocês!

         
          Mulher Moderna

         Antigamente, muitas mães deixavam de lado as suas vidas, abriam mão do trabalho e do estudo para cuidar da prole. Quando camila Guerreiro, de 29 anos, engravidou de um casal de gêmeos, aos 18 anos, tinha acabado de concluir o ensino médio e planejava cursar uma faculdade, mas os planos precisaram esperar. "Quando voltei para o mercado de trabalho, meus filhos tinham quatro anos e só consegui emprego por indicação, pois estava totalmente desatualizada", relata a auxiliar contábil. Mas o retrato da mãe de hoje é bem diferente. Ela lutou para conquistar o seu espaço no mercado de trabalho, estudou, conseguiu sua promoção e não quer abandonar tudo isso. E como conciliar essa rotina sem sofrer? "A mulher moderna luta por seus objetivos e desejos e faz da família parte de sua vida e não a sua vida", explica a psicóloga organizacional Livia Ribeiro Nápolis.

Enzo com 1 mês.

           
             Para voltar ao trabalho, Dra. Soraia precisou deixar trigêmeos com um ano e três meses na escola. "A culpa vinha quando eles pediam para ficar em casa. Os choros e as manhas me derrubavam emocionalmente, mas precisei ser forte, mesmo chorando um pouquinho enquanto dirigia até o trabalho", lembra a médica, que hoje sente ter feito a escolha certa.

Enzo na barriga da Ale!

         
             A ginecologista, obstetra e especialista em reprodução humana, Dra. Rosane Rodrigues, nota em seu consultório o aumento de mulheres escolhendo engravidar depois dos 35 anos. "Elas trabalham, estudam e se preparam para exercer uma profissão. Casamento e filhos ficam em segundo plano", relata a médica. E quando isso acontece, as implicações em adiar a maternidade acabam sendo maiores no âmbito pessoal do que profissional. "Vemos casos de mulheres que esperam alcançar o reconhecimento profissional para depois ser mãe. E quando isso acontece, elas podem ter dificuldade para engravidar ou até mesmo enfrentar uma gravidez de risco. Isso gera frustração, o que acaba afetando também sua vida profissional"explica a psicóloga.
Ale e Enzo saindo da maternidade.
  

           (Agora o texto é meu, rsrsrs)
           Todas as fotos que vocês viram no post é da minha amiga Ale, com o filhinho polaco e gostoso Enzo. Ela optou por engravidar com 33 anos. Já era casada há algum tempo... Quis se formar na faculdade, trabalhar... Mas mesmo no auge da sua carreira resolveu engravidar. Depois da licença maternidade tentou voltar a trabalhar, creio que tenha ficado mais um ano no emprego, mas não aguentou... Viu que o Enzo precisava dela. Ele ficou doentinho e ela não pensou duas vezes, foi dar carinho ao gatinho aí!
          Hoje ele está super bem e feliz ao lado da mamãe dele, que resolveu ter seu filho mais tarde por causa do lado profissional, mas mesmo assim, os instintos maternos falaram mais alto!

Enzo com 2 anos.
                       
←   →

18 comentários:

  1. amei o post, parabéns, lindo o Enzo
    http://crisartigosfemininos.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Adorei o post, para as mamães é ótimo.
    Seu Enzo é lindoooooooooo, que olhos!
    beijos
    ousadia-feminina.blogspot.com

    ResponderExcluir
  3. Este assunto muito e interessa e mexe comigo ( vc sabe rsrsrs) . . .
    Sinceramente ??? Largaria mao de tudo pelo meu bebe . . . To nem ai para carreira . . . já trabalho por conta mesmo . . . Não deixaria um bebe que não sabe falar aos cuidados de outra pessoa, por nada deste mundo . . . pronto, falei rsrsrsr . . . sei que proteção demais estraga, mas perai ne ??? Se eu quero ser mae, eu quero ser mae e me dedicar a isso . . . não acho que cuidar de uma criança diretao, ate uns 2 ou 3 anos, deixe a criança boba ou mimada . . . é muito amor . . . amor de uma mãe "veinha" porque com os anos a gente fica com o coração mais amolecido . . . e entende que aquele serzinho é so uma criança . . . não sabe nada da vida, e que ve o mundo diferente da gente. . .

    Detalhe: que Enzo gostoso, ficaria o dia td com ele , de boah , ate ele ter idade o suficiente pra "larga-lo" na escolinha . . .

    Beijocasss Suzana !!!
    Carol
    prosaeperfume.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sei sim... Daqui a pouco vamos ver um pimpolho por aqui!!!
      Bjs

      Excluir
  4. A mulher moderna é tão poderosa que se ela quisesse dominaria o mundo e faria de nós homens os seus escravos.

    www.cchamun.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  5. Concordo!!
    #MulherModernaBatalhadora
    super beijo

    Mania de Bruna
    @ManiaDeBruna

    ResponderExcluir
  6. Não sou mãe ainda ... mas deve ser dificil conciliar maternidade com a vida moderna .. beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É verdade, acho que eu não conseguiria!

      Excluir
  7. Aiin não sabe como me identifiquei com seu post.
    Minha nenem tem 1 ano e 5 meses, e não sei como vou fazer pra trabalhar, pq ainda nao tenho coragem, rsrsrs

    Amei muito ler essa postagem *-*

    Bjs ;*

    Unhas de Arco-Iris

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai meu Deus, eu iria chorar demais!

      Excluir
  8. Amo crianças, ser mãe deve ser o máximo.
    Tem uma surpresa no blog
    Ótimo dia.
    Big Beijos
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
  9. show seu blog!!!
    vim convidar vc para participar do sorteio no meu blog!!!

    te aguardo la!

    bjoss


    http://ateliemonart.blogspot.com.br/2013/07/sorteio-atelie-monart.html

    ResponderExcluir

Olá, alunos do YouTube! Deixem um recadinho com muito amor para a Prof. Sú!